A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

MTE vai capacitar trabalhadores de assentamentos rurais do DF

Brasília, 11/05/2010 – O Plano Setorial de Qualificação (Planseq) Cinturão Verde, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), vai capacitar 200 trabalhadores rurais e da agricultura familiar do Distrito Federal. A aula magna acontece nesta quinta-feira, em Brasilia, com a participação do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi. Os trabalhadores, assentados pela reforma agrária no Distrito Federal, pertencem aos assentamentos de 26 de Setembro, em Taguatinga; Nova Vitória, em São Sebastião; Três Conquistas, no Paranoá; e Córrego do Atoleiro, em Planaltina. O Planseq Cinturão Verde terá duração de 200 horas, divido em dois módulos: Conteúdos Específicos (140 horas) e Conteúdos de Gestão (60 horas). Oito turmas de 25 educandos desses assentamentos serão preparadas para lidar com o plantio e produção e colheita, incluindo conteúdos básicos como noções de legislação, direitos trabalhistas, técnicas de segurança, contabilidade e cooperativismo. "Estamos vendo um espaço no Ceasa e a qualificação é o primeiro passo para que produzam. Além disso, vamos ter uma horta comunitária e uma cooperativa para que possam buscar crédito para a produção", disse o diretor do Sindicato dos Vendedores e diretor da Central Geral de Trabalhadores do Brasil Regional do Distrito Federal e Entorno (CGTB/DF), Mauricio Ferreira Silva. Ele explicou que a necessidade de qualificação levou em conta o grande mercado de hortaliças e produtos orgânicos da região. "Eles já têm a terra e o intuito é gerar atividade que tenha renda", disse. Planseq – Instituídos em novembro de 2004, os Planseqs têm como objetivo qualificar mão-de-obra para inserção no mercado de trabalho, de acordo com a demanda específica de cada região, facilitando a absorção dos trabalhadores.

Brasília, 11/05/2010 – O Plano Setorial de Qualificação (Planseq) Cinturão Verde, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), vai capacitar 200 trabalhadores rurais e da agricultura familiar do Distrito Federal. A aula magna acontece nesta quinta-feira, em Brasilia, com a participação do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

Os trabalhadores, assentados pela reforma agrária no Distrito Federal, pertencem aos assentamentos de 26 de Setembro, em Taguatinga; Nova Vitória, em São Sebastião; Três Conquistas, no Paranoá; e Córrego do Atoleiro, em Planaltina.

O Planseq Cinturão Verde terá duração de 200 horas, divido em dois módulos: Conteúdos Específicos (140 horas) e Conteúdos de Gestão (60 horas). Oito turmas de 25 educandos desses assentamentos serão preparadas para lidar com o plantio e produção e colheita, incluindo conteúdos básicos como noções de legislação, direitos trabalhistas, técnicas de segurança, contabilidade e cooperativismo.

"Estamos vendo um espaço no Ceasa e a qualificação é o primeiro passo para que produzam. Além disso, vamos ter uma horta comunitária e uma cooperativa para que possam buscar crédito para a produção", disse o diretor do Sindicato dos Vendedores e diretor da Central Geral de Trabalhadores do Brasil Regional do Distrito Federal e Entorno (CGTB/DF), Mauricio Ferreira Silva.

Ele explicou que a necessidade de qualificação levou em conta o grande mercado de hortaliças e produtos orgânicos da região. "Eles já têm a terra e o intuito é gerar atividade que tenha renda", disse.

Planseq – Instituídos em novembro de 2004, os Planseqs têm como objetivo qualificar mão-de-obra para inserção no mercado de trabalho, de acordo com a demanda específica de cada região, facilitando a absorção dos trabalhadores.


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *