A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Juara: Polícia Civil resgata de Fazenda em Juara 08 pessoas mantidas em condições análogas a de escravo

A Polícia Civil de Juara resgatou na manhã desta terça-feira, 25 de Maio, na Fazenda Volpato, situada na Estrada Juara a Alta Floresta, km 102, na região de Itapaiúna, 08 pessoas em condição análoga a de escravo e prendeu em flagrante o Fazendeiro Leônidas Roque Volpato, conhecido por Baby, e seu capataz Oscarino Bueno Rocha, vulgo Cuia. Segundo o Delegado Dr Joáz Gonçalves, em entrevista à Rádio Tucunaré, o resgate só foi possível graças à esposa de uma das pessoas que estava sendo mantida na propriedade sem condições de vida denunciando que seu marido estaria ferido e proibido de retornar à cidade para tratamento. Dr Joáz determinou que a Polícia Civil fosse ao local e fizesse a verificação, e se houvesse alguém ferido ou sofrendo qualquer constrangimento que fosse resgatado. Ao chegarem ao local os policiais encontraram em um barraco de lona várias pessoas alojadas em condições precárias de sobrevivência, bebendo água do rio, se alimentando de comida mal feita e sem banheiro para suas necessidades fisiológicas. "No código penal, o artigo 149 chama isso de redução à condição análoga de escravo com pena de 02 a 08 anos de reclusão com autuação em flagrante", explicou Dr Joáz. Os responsáveis pela Fazenda Volpato foram detidos e como se trata de um crime permanente, só cessa a permanência quando há interferência de alguém. Dr Joáz informou ainda que era o capataz quem impedia que os trabalhadores viessem à cidade até para socorro médico. Foram autuados em flagrante e encaminhados ao sistema prisional. Os 08 trabalhadores resgatados pela Polícia Civil estavam vivendo em condições deprimentes, sem registro em carteira, sem alimentação adequação e sem nenhuma condição humana de trabalho. Fonte:Rádio Tucunaré

A Polícia Civil de Juara resgatou na manhã desta terça-feira, 25 de Maio, na Fazenda Volpato, situada na Estrada Juara a Alta Floresta, km 102, na região de Itapaiúna, 08 pessoas em condição análoga a de escravo e prendeu em flagrante o Fazendeiro Leônidas Roque Volpato, conhecido por Baby, e seu capataz Oscarino Bueno Rocha, vulgo Cuia.

Segundo o Delegado Dr Joáz Gonçalves, em entrevista à Rádio Tucunaré, o resgate só foi possível graças à esposa de uma das pessoas que estava sendo mantida na propriedade sem condições de vida denunciando que seu marido estaria ferido e proibido de retornar à cidade para tratamento.

Dr Joáz determinou que a Polícia Civil fosse ao local e fizesse a verificação, e se houvesse alguém ferido ou sofrendo qualquer constrangimento que fosse resgatado.

Ao chegarem ao local os policiais encontraram em um barraco de lona várias pessoas alojadas em condições precárias de sobrevivência, bebendo água do rio, se alimentando de comida mal feita e sem banheiro para suas necessidades fisiológicas.

"No código penal, o artigo 149 chama isso de redução à condição análoga de escravo com pena de 02 a 08 anos de reclusão com autuação em flagrante", explicou Dr Joáz.

Os responsáveis pela Fazenda Volpato foram detidos e como se trata de um crime permanente, só cessa a permanência quando há interferência de alguém. Dr Joáz informou ainda que era o capataz quem impedia que os trabalhadores viessem à cidade até para socorro médico.

Foram autuados em flagrante e encaminhados ao sistema prisional. Os 08 trabalhadores resgatados pela Polícia Civil estavam vivendo em condições deprimentes, sem registro em carteira, sem alimentação adequação e sem nenhuma condição humana de trabalho.

Fonte:Rádio Tucunaré


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *