A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Brasil deve sediar encontro internacional sobre combate ao trabalho infantil

Brasília – O Brasil deve sediar a próxima edição da Conferência Global sobre o Trabalho Infantil, em 2013. As duas primeiras foram realizadas na Holanda – a mais recente terminou na última semana. A mudança de sede é um reconhecimento das ações brasileiras no combate à exploração de mão de obra de crianças, de acordo com a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Lopes. A ideia é realizar o encontro a tempo de avaliar as medidas que estão sendo tomadas pelos países para erradicar as piores formas de trabalho infantil até 2016, quando vence o compromisso assumido com a Organização Internacional do Trabalho (OIT). "O Brasil é reconhecido por ações nessa área, seguindo todas as convenções da OIT", destacou Márcia Lopes hoje (20) em entrevista ao programa Bom Dia, Ministro. Segundo a ministra, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) está sendo integrado a outras ações na área social, como o Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf), para aumentar o monitoramento. O maior desafio do governo na área, segundo Márcia Lopes, está no chamado trabalho infantil invisível. "Ainda há muitas crianças no trabalho doméstico, no campo, na prostituição. E às vezes esses campos são invisíveis." Luana LourençoRepórter da Agência Brasil

Brasília – O Brasil deve sediar a próxima edição da Conferência Global sobre o Trabalho Infantil, em 2013. As duas primeiras foram realizadas na Holanda – a mais recente terminou na última semana.

A mudança de sede é um reconhecimento das ações brasileiras no combate à exploração de mão de obra de crianças, de acordo com a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Lopes.

A ideia é realizar o encontro a tempo de avaliar as medidas que estão sendo tomadas pelos países para erradicar as piores formas de trabalho infantil até 2016, quando vence o compromisso assumido com a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

"O Brasil é reconhecido por ações nessa área, seguindo todas as convenções da OIT", destacou Márcia Lopes hoje (20) em entrevista ao programa Bom Dia, Ministro.

Segundo a ministra, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) está sendo integrado a outras ações na área social, como o Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf), para aumentar o monitoramento. O maior desafio do governo na área, segundo Márcia Lopes, está no chamado trabalho infantil invisível. "Ainda há muitas crianças no trabalho doméstico, no campo, na prostituição. E às vezes esses campos são invisíveis."

Luana Lourenço
Repórter da Agência Brasil


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *