A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Nota Rodovias do Tietê sobre a libertação de trabalhadores em Monte Mor (SP)

"Ao saber da questão envolvendo os trabalhadores citados, a Concessionária Rodovias do Tietê tomou, imediantamente, todas as medidas necessárias para amenizar a situação vivida por aquelas pessoas e exigir da empresa contratada a regularização das condições de trabalho e alojamento dos seus funcionários. A concessionária providenciou uma empresa para o fornecimento de refeições (café da manhã, almoço e jantar), além de água potável, itens de higiene pessoal e de limpeza aos trabalhadores. A Rodovias do Tietê destaca que os funcionários daquela obra pertenciam a uma subempreiteira contratada sem o aval da Rodovias do Tietê. Antes do conhecimento deste fato a concessionária já havia, inclusive, interrompido a execução dos serviços previstos no contrato assinado com sua contratada, já que a mesma vinha descumprindo normas estabelecidas no contrato e na legislação vigente. Devido às questões acima apresentadas a empresa contratada foi multada pela concessionária. Ressalta-se que esta concessionária zela pelo cumprimento de todas as legislações trabalhistas e normas de segurança do trabalho. Quanto à terceirização das obras, a Rodovias do Tietê vai intensificar suas fiscalizações e aumentar as penalidades para as contratadas que praticarem atos não previstos na lei."    

"Ao saber da questão envolvendo os trabalhadores citados, a Concessionária Rodovias do Tietê tomou, imediantamente, todas as medidas necessárias para amenizar a situação vivida por aquelas pessoas e exigir da empresa contratada a regularização das condições de trabalho e alojamento dos seus funcionários.

A concessionária providenciou uma empresa para o fornecimento de refeições (café da manhã, almoço e jantar), além de água potável, itens de higiene pessoal e de limpeza aos trabalhadores.

A Rodovias do Tietê destaca que os funcionários daquela obra pertenciam a uma subempreiteira contratada sem o aval da Rodovias do Tietê.

Antes do conhecimento deste fato a concessionária já havia, inclusive, interrompido a execução dos serviços previstos no contrato assinado com sua contratada, já que a mesma vinha descumprindo normas estabelecidas no contrato e na legislação vigente.

Devido às questões acima apresentadas a empresa contratada foi multada pela concessionária. Ressalta-se que esta concessionária zela pelo cumprimento de todas as legislações trabalhistas e normas de segurança do trabalho.

Quanto à terceirização das obras, a Rodovias do Tietê vai intensificar suas fiscalizações e aumentar as penalidades para as contratadas que praticarem atos não previstos na lei."

 

 


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *