A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Ministro abre Encontro sobre Direitos Humanos

"A Educação em Direitos Humanos e seus desafios para o Brasil". Com esse tema foram abertas as atividades do 5º Encontro Anual da Associação Nacional de Direitos Humanos – Pesquisa e Pós- Graduação (ANDHEP). A programação conta com a participação do ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi. O evento ocorre pela primeira vez em Belém, no Centro de Convenções da UFPA, e prossegue até este sábado, dia 19. Além de Paulo Vanucchi, compuseram a mesa de abertura do Encontro a pró-reitora de Ensino de Graduação da UFPA, Marlene Freitas, que representou o reitor Carlos Maneschy; o diretor do Instituto de Ciências Jurídicas da UFPA, Antônio Matos; o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFPA, Paulo Weyl; a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Ângela Sales; o presidente da ANDHEP, Eduardo Bitar; e demais representantes de organizações não governamentais de luta pela causa dos Direitos Humanos. "Estamos aqui na tentativa de estabelecer um diálogo democrático buscando encontrar um consenso possível para questões como a redução da maioridade penal e outros temas que hoje pautam as discussões sobre Direitos Humanos em todo o país. Vimos pensar com a representação universitária na busca de soluções", afirmou o ministro, na ocasião. De acordo com Vanucchi, o momento por que passa o Brasil é muito representativo para o estímulo da efetivação de políticas voltadas para a dignidade humana. "Estamos no marco zero da história brasileira após a vivência de 21 anos de reformulação democrática, que sucederam 21 anos de regime militar", lembrou. O fato é que a discussão sobre os Direitos Humanos, no País, é antiga e histórica, conforme observou a pró-reitora Marlene Freitas. "A Constituição de 88 definiu e instituiu a concretização dos direitos dos cidadãos, mas ainda há muito o que se conquistar a esse respeito, principalmente, em regiões como a Amazônia, onde são recorrentes os casos de trabalho escravo, exploração infantil, violência contra a criança e contra a mulher, discriminação étnico-racial, conflitos agrários, entre outros." A professora Marlene destacou, também, que espera que os participantes do Encontro da ANDHEP possam multiplicar resultados criando um "exército" armado de respeito em favor do cumprimento dos direitos da pessoa humana. Serviço: V Encontro Anual da Associação Nacional de Direitos Humanos- Pesquisa e Pós-GraduaçãoPeríodo: 17, 18 e 19 de setembroLocal: Universidade Federal do Pará- Campus do GuamáInformações: Ascom UFPA

"A Educação em Direitos Humanos e seus desafios para o Brasil". Com esse tema foram abertas as atividades do 5º Encontro Anual da Associação Nacional de Direitos Humanos – Pesquisa e Pós- Graduação (ANDHEP). A programação conta com a participação do ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi. O evento ocorre pela primeira vez em Belém, no Centro de Convenções da UFPA, e prossegue até este sábado, dia 19.

Além de Paulo Vanucchi, compuseram a mesa de abertura do Encontro a pró-reitora de Ensino de Graduação da UFPA, Marlene Freitas, que representou o reitor Carlos Maneschy; o diretor do Instituto de Ciências Jurídicas da UFPA, Antônio Matos; o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFPA, Paulo Weyl; a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Ângela Sales; o presidente da ANDHEP, Eduardo Bitar; e demais representantes de organizações não governamentais de luta pela causa dos Direitos Humanos.

"Estamos aqui na tentativa de estabelecer um diálogo democrático buscando encontrar um consenso possível para questões como a redução da maioridade penal e outros temas que hoje pautam as discussões sobre Direitos Humanos em todo o país. Vimos pensar com a representação universitária na busca de soluções", afirmou o ministro, na ocasião. De acordo com Vanucchi, o momento por que passa o Brasil é muito representativo para o estímulo da efetivação de políticas voltadas para a dignidade humana. "Estamos no marco zero da história brasileira após a vivência de 21 anos de reformulação democrática, que sucederam 21 anos de regime militar", lembrou.

O fato é que a discussão sobre os Direitos Humanos, no País, é antiga e histórica, conforme observou a pró-reitora Marlene Freitas. "A Constituição de 88 definiu e instituiu a concretização dos direitos dos cidadãos, mas ainda há muito o que se conquistar a esse respeito, principalmente, em regiões como a Amazônia, onde são recorrentes os casos de trabalho escravo, exploração infantil, violência contra a criança e contra a mulher, discriminação étnico-racial, conflitos agrários, entre outros." A professora Marlene destacou, também, que espera que os participantes do Encontro da ANDHEP possam multiplicar resultados criando um "exército" armado de respeito em favor do cumprimento dos direitos da pessoa humana.

Serviço: V Encontro Anual da Associação Nacional de Direitos Humanos- Pesquisa e Pós-Graduação
Período: 17, 18 e 19 de setembro
Local: Universidade Federal do Pará- Campus do Guamá
Informações: Ascom UFPA


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *