A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Encontro nacional do “Escravo, nem pensar!” será em Açailândia

Representantes de seis Estados participarão do evento em outubro para trocar experiências e exibir produções culturais. Um dos objetivos é fortalecer a rede de prevenção ao trabalho escravo formada por professores e líderes populares

Está marcada para outubro a realização do 1º Encontro Nacional dos participantes do programa de educação “Escravo, nem pensar!”. Mais de 200 pessoas de seis Estados participantes do programa estarão reunidas entre os dias 10 e 12 de outubro em Açailândia (MA), para promover trocas de experiências e apresentações culturais no intuito de aprofundar a discussão sobre trabalho escravo contemporâneo e temas relacionados.

Um dos principais objetivos do encontro é fortalecer a rede de prevenção ao trabalho escravo entre os professores do sistema público e líderes populares, que participaram do programa, para que continuem trocando informações e compartilhando experiências em relação a esse tema.  

A programação do evento – organizado pela ONG Repórter Brasil em parceria com o Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos (CDVDH) de Açailândia – terá debates, oficinas e rodas de conversa sobre temas ligados ao trabalho escravo com a participação de especialistas, como exploração sexual, direitos trabalhistas e questão agrária, por exemplo.

Também estão confirmadas apresentações culturais de teatro, dança e capoeira e de grupos formados por participantes do “Escravo, nem pensar!”. O evento conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Açailândia, da Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) da Presidência da República, da TAM Linhas Aéreas, do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Justiça do Trabalho e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Detalhes sobre a organização e a programação do encontro estão sendo publicados no blog: http://enenp.blogspot.com/


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *