A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

MP investiga denúncias de trabalho escravo infantil em Mauriti

Ministério Público Estadual instaurou, nesta sexta-feira (5), procedimento administrativo para investigar possíveis práticas de trabalho infantil na cidade de Mauriti, na Região do Cariri. A ação está baseada em denúncias de que, no bairro Novo Mauriti, crianças e adolescentes foram flagradas quebrando pedras, em condições semelhantes a de escravos, submetidas a trabalhos forçados e degradantes. O promotor de justiça Ythalo enviou ofício à Polícia Militar; à Secretaria de Ação Social e ao Conselho Tutelar de Mauriti para que, em 10 dias úteis, seja averiguada a denúncia. Também foi enviado ofício à Prefeitura para que sejam informados o nome e o endereço dos beneficiários e das crianças e adolescentes cadastrados no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil. A partir das informações, serão adotadas medidas administrativas e judiciais

Ministério Público Estadual instaurou, nesta sexta-feira (5), procedimento administrativo para investigar possíveis práticas de trabalho infantil na cidade de Mauriti, na Região do Cariri. A ação está baseada em denúncias de que, no bairro Novo Mauriti, crianças e adolescentes foram flagradas quebrando pedras, em condições semelhantes a de escravos, submetidas a trabalhos forçados e degradantes.

O promotor de justiça Ythalo enviou ofício à Polícia Militar; à Secretaria de Ação Social e ao Conselho Tutelar de Mauriti para que, em 10 dias úteis, seja averiguada a denúncia. Também foi enviado ofício à Prefeitura para que sejam informados o nome e o endereço dos beneficiários e das crianças e adolescentes cadastrados no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil.

A partir das informações, serão adotadas medidas administrativas e judiciais


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *