A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Temer diz que não deixará de votar temas polêmicos

BRASÍLIA – O novo presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), voltou a dizer nesta terça-feira (3) que não deixará de levar ao Plenário temas polêmicos e prometeu colocar em votação, por exemplo, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo. A PEC tramita na Casa há mais de dez anos. Nessa segunda (2), o ex-presidente da Casa Arlindo Chinaglia (PT-SP) afirmou que uma de suas frustrações no período em que presidiu a Casa foi não ter conseguido votar a proposta, que provoca divergências entre parlamentares das bancadas ruralistas e ambiental. "Espero que não saia frustrado nessa matéria", afirmou Temer. "Quero colocar todos os temas [em votação], por mais polêmicos que eles sejam. Ao lado do trabalho escravo, temos também o Estatuto do Código Florestal", completou o peemedebista. "Não vou negar nenhum tema polêmico, como o foro privilegiado", prometeu Temer, que foi eleito nessa segunda(2), pela terceira vez, para comandar a Mesa Diretora da Câmara. "Espero poder levar essas matérias ao Plenário. E o Plenário decide."

BRASÍLIA – O novo presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), voltou a dizer nesta terça-feira (3) que não deixará de levar ao Plenário temas polêmicos e prometeu colocar em votação, por exemplo, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo. A PEC tramita na Casa há mais de dez anos.

Nessa segunda (2), o ex-presidente da Casa Arlindo Chinaglia (PT-SP) afirmou que uma de suas frustrações no período em que presidiu a Casa foi não ter conseguido votar a proposta, que provoca divergências entre parlamentares das bancadas ruralistas e ambiental.

"Espero que não saia frustrado nessa matéria", afirmou Temer. "Quero colocar todos os temas [em votação], por mais polêmicos que eles sejam. Ao lado do trabalho escravo, temos também o Estatuto do Código Florestal", completou o peemedebista.

"Não vou negar nenhum tema polêmico, como o foro privilegiado", prometeu Temer, que foi eleito nessa segunda(2), pela terceira vez, para comandar a Mesa Diretora da Câmara. "Espero poder levar essas matérias ao Plenário. E o Plenário decide."


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *