A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Aliciador de Nova Iorque é condenado por tráfico sexual

Um aliciador de mulheres – que atuava de forma semelhante a um "gato"  – recebeu uma sentença pelo crime de tráfico sexual que as autoridades classificaram como trabalho escravo contemporâneo. Corey "Magnífico" Davis enfrentará pelo menos 23 anos na prisão depois de ter sido julgado por uma corte federal de Bridgeport, no Estado de Connecticut. O morador do Queens de 36 anos foi considerado culpado em março último. Autoridades disseram que Corey Davis aliciou uma mulher de 12 anos para trabalhar como prostituta num clube de striptease. Eles alegaram também que ele forçava várias adolescentes a se prostituírem numa casa em Queens. A casa em questão pertencia à mãe de Davis, Constance Carter-Davis, que trabalhava no Estado de Nova Iorque, em Long Island. O advogado de Corey disse que ela não sabia o que se passava na casa de sua propriedade. 14/07/2008

Um aliciador de mulheres – que atuava de forma semelhante a um "gato"  – recebeu uma sentença pelo crime de tráfico sexual que as autoridades classificaram como trabalho escravo contemporâneo.

Corey "Magnífico" Davis enfrentará pelo menos 23 anos na prisão depois de ter sido julgado por uma corte federal de Bridgeport, no Estado de Connecticut. O morador do Queens de 36 anos foi considerado culpado em março último.

Autoridades disseram que Corey Davis aliciou uma mulher de 12 anos para trabalhar como prostituta num clube de striptease. Eles alegaram também que ele forçava várias adolescentes a se prostituírem numa casa em Queens.

A casa em questão pertencia à mãe de Davis, Constance Carter-Davis, que trabalhava no Estado de Nova Iorque, em Long Island. O advogado de Corey disse que ela não sabia o que se passava na casa de sua propriedade.

14/07/2008


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *